Método Pleoma Hipnose Natural

Desprograma o Subconsciente / Recupera o teu Verdadeiro Poder

Em que consiste o método Pleoma?

O Método Pleoma, foi desenvolvido pelo Hipno terapeuta Eckard Strom e pela Terapeuta Christine Schmitt, fundadora e diretora do e Instituto Pleoma, em Colonia, Alemania, e consiste num método de Hipnose Natural para a resolução de conflitos na área pessoal.

Com o Método PLEOMA (núcleo/raiz, em grego), a pessoa atingirá gradualmente níveis mais profundos no seu subconsciente, viaja ao seu passado, ao evento causante da problemática no qual desencadeou e gravou as suas crenças limitantes, ou seja, à origem dos seus problemas e compreende como se formaram. Desta forma poderá libertar as crenças ou programas limitantes antigos, desenvolvendo a partir desse momento um novo e libertador entendimento de si próprio e da vida, criando novas soluções de forma natural.

Técnicas utilizadas no Método Pleoma:

  • Cartas OH (Cartas associativas).
  • Imaginaria Guiada.
  • Hipnose Sugestiva (Reprogramação mental).
  • Hipnoanálise (Regressão a esta vida).
  • Regressão a vidas passadas.
  • Hipnoterapia para crianças

O que é a Hipnoterapia Natural?

É um estado de concentração totalmente natural, onde o terapeuta através de técnicas de relaxamento e visualizações guia a pessoa para um estado profundo de calma, tranquilidade e atenção plena.

Neste estado hipnótico ou de atenção concentrada, o indivíduo é perfeitamente consciente do seu entorno mas a sua atenção está focada completamente no seu interior.

Neste estado o subconsciente com a ajuda de ferramentas e técnicas, mostra qual é a problemática, podendo assim localizar e reconhecer os padrões negativos ocultos, para assim poder tratar, ou seja desativar e neutralizar ou apagar o programa limitante.

É um processo que se desenvolve naturalmente.

Em que te pode ajudar?

  • Autoconhecimento e desenvolvimento pessoal.
  • Ansiedades, stress, medos, fobias, estados de pânico.
  • Adições e dependências tais como tabaco, comida, jogo, etc.
  • Dependências emocionais.
  • Autoestima, autossuperação, construção da confiança, bloqueios emocionais, obsessões, etc.
  • Depressões leves e profundas.
  • Toda e qualquer doença física (Lupos, Fibromialgia, Psoríase, Cancro, etc.)
  • Obesidade, bulimia, anorexia, distúrbios alimentares.
  • Superação de traumas, parto.
  • Bruxismo, controle da raiva.
  • Distúrbios do sono.
  • Luto, perdas, separação.
  • Questões sexuais.
  • Falta de objetivos, ausência de motivação, tristeza. Vícios.

Porquê que as vivências se repetem?

Tão simples como que, tu assim o decidiste.

Não há nenhuma força externa, nem estás a sofrer nenhum castigo Divino, quando sentes que algo não está a ser como deveria!

Este passo é verdadeiramente importante: assume a responsabilidade do que sucede na tua vida.

Somente desde esta posição podemos fazer algo para mudar as coisas.
Quando estamos no papel de vítima, estamos à mercê das circunstâncias, deixando que elas nos controlem e perdemos a nossa autoridade.

Então como se explica que tenhas escolhido algo para ti que te cause infelicidade?

Isto aconteceu durante a tua infância num momento do qual não tens memória ou se tens nem a relacionas, num momento de stress no qual não tinhas opção ou sentias que a tua sobrevivência corria perigo.

Grande parte dos problemas como adultos, têm a sua origem em crenças que ficaram gravadas no subconsciente enquanto crianças, com a compreensão e consciência dessa idade. Essas crenças, formatações ou programas foram gravadas e são os pilares da estrutura do ser adulto fazendo parte da sua identidade, através da qual é interpretada a vida.

Aí se forma a nossa estrutura mental que nos conduz o resto da nossa vida.
Se o que te limita não está no exterior, então tudo o que te acontece, de bom e de mau, resulta da escolha que tu fizeste na tua infância num momento de grande pressão.

Assim sendo, agora tens a possibilidade de reverter essa situação e construir uma nova realidade.

Quantas sessões são necessárias?

A Hipnoterapia Natural, por ser um processo natural e progressivo, pode variar entre 8 e 10 sessões. Esta é apenas una estimativa orientadora. No entanto o número de sessões pode ser inferior a 8 e superior a 10, dependendo do motivo da consulta, da informação que surja durante o processo e de como esta seja integrada.

Tempo entre sessões varia entre 4 e 6 semanas, dependendo da técnica utilizada.
A duração das sessões varia desde duas a três horas e meia dependendo do tema e da técnica aplicada.

Cartas OH

As cartas OH demostraram que são uma ferramenta muito eficaz nas consultas de psicoterapia, terapia com crianças, mas também em coaching pessoal e empresarial, em pedagogia ou na criação artística.

Benefícios do trabalho com as cartas OH

Pessoal

No desenvolvimento pessoal.

Estimula a autoconsciência e autoconhecimento.

Aumento da criatividade, estimula a imaginação.

Melhora a memoria e favorece a introspeção pessoal e a intuição.

Resolução de Problemas

Procura soluções criativas a problemas complexos.

Aporta novas perspetivas com lógica, possibilita obter mais informação, aporta soluções aos problemas e cria metas. Permite encontrar recursos que não se tinha pensado antes.

Comunicação

Aumenta a capacidade evocativa e narrativa, incentiva o diálogo e com a prática facilita e melhora o desenvolvimento de habilidades de comunicação tanto interna como externa.

Terapêutico

Ajudam no tratamento das doenças psicossomáticas. Facilitam o acesso ao subconsciente, possibilitando o acesso aos padrões negativos causadores de comportamentos e emoções limitantes.

Detetam limitações e problemas tanto individuais como em grupos ajudando as pessoas a encontrar e focar na solução.

São muito eficazes frente a qualquer situação de conflito interior, ampliam o ponto de vista, descobrem recursos próprios.

Liberam cargas emocionais.

Em Crianças

Estimulam a criatividade e o imaginário das crianças ajudando-as a resolver os seus problemas de forma simples e divertida.

Muito eficaz e com efeitos muito rápidos.

Podes ler um interessante estudo sobre os Mecanismos Psicológicos em o Uso de Cartas Metafóricas Associativas (em inglês), das Dras em Psicologia e Pedagogia G. Popova y N. Miloradova.

Marca uma Terapia

Os seus dados pessoais serão utilizados para os propósitos descritos na nossa política de privacidade.